domingo, 30 de novembro de 2008

RUI ANDRADE PAES

Hoje resolvi escrever sobre este cidadão do mundo, nascido e criado em Pemba, que também frequentou o Colégio Liceal de S.Paulo!

Seus Pais, pessoas muito conceituadas no meio social na então Porto Amélia dos anos 60, eram nem mais nem menos, o arquitecto Afonso Henriques Manta Andrade Paes e sua esposa D.Glória de Sant'Anna - poetisa, professora e mãe de uma numerosa prole.

Mas esta minha introdução serve apenas para vos falar um pouco da pessoa que hoje aqui pretendo realçar e do gesto carinhoso que teve para comigo, há dias atrás.

Estando eu em Setembro em Lagos, gozando de umas férias juntamente com meu marido e filha que lá reside, vejo anunciada, no Forever Pemba, uma exposição "Olhar Picasso", que estava a decorrer em Portimão, na Galeria do Arade. Convém lembrar que um dos comissários dessa exposição era o nosso conterrâneo Rui Paes a que acima me refiro.

Ainda que com alguma dificuldade de locomoção, programei uma visitinha surpresa!

Adquiri o tão conhecido livro "Pipas de Massa" escrito por Madonna e desenhado pelo Rui Paes e resolvi tomar o comboio na estação de Lagos, rumo a Portimão.

Aí chegados, fomos de imediato para o Parque de Feiras e Exposições onde, antes de iniciarmos a nossa visita, lanchámos, fazendo horas para a sua abertura.

E à hora certa, lá caminhámos nós em direcção à exposição!

Tenho que vos confessar que eu não era adepta da pintura do Pablo Picasso... mas passei a sê-lo!

Uma exposição digna de se ver! Um atendimento irrepreensível, facultando inclusive às pessoas com dificuldades motoras, cadeiras de rodas para acessarem ao pavilhão superior. Na recepção , solicitámos permissão para fotografarmos as obras e fomos autorizados desde que não utilizássemos o 'flash'. Não tive oportunidade de me encontrar com o Rui Paes por se encontrar em Lisboa até dia 21/9, segundo me informaram na recepção, mas deixei-lhe uma mensagem!

Ainda insistiram para que eu lá voltasse para ver o Rui, mas com muita pena minha, não foi possível, pois o tempo voou! No rés-do-chão havia um espaço dedicado às crianças que achei muito original e divertido; uma forma deveras interessante de cativar as crianças para as artes! A este espaço se reportam as fotos constantes de um ficheiro em RAR que eu não sei se conseguirei colocar aqui. Umas malas semi-abertas, colocadas ao alto, atraíam a atenção dos miúdos e dos graúdos, direccionando-os para o tema! Até os da 3ª. idade, principalmente os da 'reserva de 1947' se divertiram, colocando os azulejos nos espaços devidos, imprimindo os carimbos no catálogo-jogo 'À descoberta de Picasso'.! Claro que guardei com muito carinho o catálogo, para mais tarde mostrar ao meu netinho... e recordar!

De seguida passámos ao piso superior de fácil acesso, que alcançámos sem dificuldade mas sempre acompanhada da minha inseparável bengala! Aí, aguardáva-nos uma saleta em forma de círculo, onde estavam expostas em redor da parede, muitas fotos das várias passagens da vida de Picasso.

Passámos de seguida à galeria principal que era de grandes dimensões e composta por duas alas; ambiente selecto, grandes aparelhos de ar condicionado embutidos discretamente nas paredes e os vários bancos espalhados ao centro, proporcionam aos visitantes um conforto extraordinário! Nesta última galeria estavam expostas diversas obras (quadros, tapeçarias, esculturas) de diversos artistas, das quais registei algumas fotos:


Por fim, adquiri uma caneca para a minha colecção!

Entretanto, o livro "Pipas de Massa" mantinha-se guardado no saco aguardando um destino.

De que havia de me lembrar? Escrevi um bilhetinho ao Rui e demonstrei para além do meu agrado pela exposição o gosto de possuir um livro por ele decorado, mas com uma dedicatória sua!

Pois há dias recebi o dito livro muito bem acondicionado, dedicado ao meu netinho e um postal seu que o acompanhava!

Rui Paes, como não possuo a tua morada, aqui fica o meu agradecimento público por este teu acto!

O meu obrigada!

No Natal que se aproxima a passos largos, no sapatinho do meu neto vai constar mais um livrito que tenho a plena certeza que os seus Pais o irão conservar com muito orgulho!

Bem hajas, Rui!

Um Beijinho,

Lena Vilas Boas de Sousa

Nenhum comentário: