segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Olá colegas do Colégio S.Paulo:

Por acaso, ou talvez não (!!!!), nuns momentos de ócio lembrei-me de fazer uma pesquisa sobre Porto Amélia-Moçambique. Com grande espanto vejo uma referência a um encontro dos antigos alunos do colégio liceal de São Paulo em 2011, contudo quando confirmei a data já tinha sido (Maio-2011), que pena... Pensei - como é possivel alguém lembrar-se de colocar isto na Net...
Com uma ansiedade imensa  e umas lagrimitas ao canto do olho continuo a pesquisar e descubro o blog do colégio. É dificil descrever a sensação, isto porque também eu fui aluna do colégio nos longínquos anos de 1964-1966. Chamo-me Maria Antónia Rafael (MOCAS), frequentei o 4º e 5º anos no colégio, tive aulas no edifício antigo (antiga escola D.Francisco de Almeida) e nas novas instalações que não estavam totalmente acabadas. Tive como colegas a Fátima Figueiredo, Fátima Frazão, Emília Pereira, Tó Coelho, Loureiro, Soeiro, Leite (Jorge?), Lisete Margarido (o pai era administrador), o Zé Luis (pai administrador em Montepuez), o Armando Cepeda e mais um ou dois que não me recordo o nome (que me perdoem ,mas já lá vão 47anos...).

Como não podia continuar os estudos em Porto Amélia ,fui para Nampula onde fiz o 6º e 7º anos, depois em 1968 vim para a "Metrópole" fazer o curso de Farmácia que conclui em 1974 (pretendia fazer concorrência ao Dr.Alves...). Seguiu-se a Revolução do 25 de Abril e não voltei a Porto Amélia, com a descolonização fiquei sem qualquer contacto.

Pelo referido podem avaliar a alegria que senti quando descobri o blog. Os sentimentos confundiram-se ao devorar os textos e as imagens, um misto de tristeza e alegria, tristeza por saber que alguns daqueles que nos encaminharam na vida já partiram, mas por outro lado alegria por ver que ainda há muita gente empreendedora, capaz de fazer com que as memórias do colégio sejam perpetuadas e outros possam sentir a mesma alegria.

Agradeço a todos a criação deste blog e espero poder num próximo encontro dar-vos um abraço.

Um beijo e bem hajam pelas belas recordações (se recordar é viver, eu vivi ...).
- Maria Antónia Ceia (Maria Antónia Rafael-Mocas em Porto Amélia)
Portalegre

3 comentários:

Namarrocolo disse...

Aos poucos, os "velhos" vao-se reencontrando...

F. J. Branquinho de Almeida disse...

E....como o tempo não apaga a memória....e os trilhos de cada um de nós!...

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

É uma alegria muito grande reencontrar amigos tão distantes no tempo e no espaço.
Parabéns pelo blog!
Abraços.